Carta à igreja em Filadélfia

CARTA À IGREJA EM FILADÉLFIA

Compartilhe este estudo bíblico

O QUE VEREMOS NO ESTUDO SOBRE A CARTA À IGREJA EM FILADÉLFIA 

No estudo sobre a carta à igreja em Filadélfia, examinaremos alguns detalhes desta que é uma das sete cartas enviadas às igrejas da Ásia Menor. Analisaremos a mensagem que Jesus direcionou ao anjo e aos membros da igreja, além de compreendermos o porquê da igreja de Filadélfia, assim como a de Esmirna, não ter recebido nenhum tipo de repreensão. Leiamos o texto a seguir: 

TEXTO: Apocalipse 3: 7-13 

7- E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre:
8- Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome.
9- Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo.
10- Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra.
11- Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa.
12- A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
13- Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas.

Em termos de importância, Filadélfia não era destaque quanto Éfeso, nem tão rica quanto Laodiceia, mas possuía um amor exemplar e tirava forças da fraqueza. De sua pobreza extraia bens eternos, por isso o Senhor abria uma porta que ninguém poderia fechar. Vamos analisar cada versículo desta carta: 

7- E ao anjo da igreja que está em Filadélfia escreve: Isto diz o que é santo, o que é verdadeiro, o que tem a chave de Davi; o que abre, e ninguém fecha; e fecha, e ninguém abre: 

Ao anjo da igreja apresenta-se o Senhor como santo e verdadeiro, que embora separado do pecado, não se separa do pecador. Se ele é santo, requer de sua igreja, santidade e pureza. Nossa Igreja é santa? Será que receberíamos uma carta do Senhor com repreensão? A Igreja de Filadélfia não se conformava com esse mundo, por isso confessava o nome do Senhor sem medo. 

A igreja de Filadélfia era exemplar porque preservava sua fidelidade para com Cristo Jesus, ela não negava seu santo nome. Diferentemente das outras igrejas, Filadélfia resistia aos atrativos do mundo e as tentações do maligno. Ela preservava nos bons ensinamentos deixados por Cristo e seguidos pelos discípulos.

Porque continuava perseverante na fidelidade à Jesus e ao evangelho deixado por Ele, Deus prometeu os livrar daquele dia, a chamada hora da provação que há de vir e cair sobre toda terra.

Neste versículo o Senhor Jesus se intitula como o santo e verdadeiro, pois sabemos que só existe um que possui essas características.

1 João 5:20: E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. 

Infelizmente, quando veio à terra, muitos o negaram:

Atos 3:14: Mas vós negastes o Santo e o Justo, e pedistes que se vos desse um homem homicida. 

Podemos compreender pelo versículo, que Jesus é o detentor da chave de Davi. Essa expressão indica que o Senhor tem toda a autoridade do Messias, que descende da linhagem de Davi.

A chave da casa de Davi está com Jesus, pois só ele reúne as condições necessárias para exercer o tríplice ministério messiânico: profeta, sacerdote e rei. Portanto, nenhuma porta há de prevalecer contra a igreja pois ele as abrirá. Não há portas fechadas para aqueles que se dispõe ganhar o mundo para Cristo.

Isaías 22:22: E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro, e abrirá, e ninguém fechará; e fechará, e ninguém abrirá. 

Lucas 1:32: Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai. 

Mateus 16:19: E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus. 

Jó 12:14: Eis que ele derruba, e ninguém há que edifique; prende um homem, e ninguém há que o solte.

8- Conheço as tuas obras; eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar; tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. 

Aqui vemos o Senhor dizendo que conhece as obras de Filadélfia, (isso porque Ele conhece tudo e todos) que são boas. Não encontramos Jesus repreendendo ou censurando a igreja, somente enaltecendo-a.

A porta da qual fala o Senhor é aquela que ninguém poderá fechar. Esta porta sempre é aberta para os que guardam sua palavra e perseveram em sua obra. 

1 Coríntios 16:9: Porque uma porta grande e eficaz se me abriu; e há muitos adversários. 

2 Coríntios 2:12: Ora, quando cheguei a Trôade para pregar o evangelho de Cristo, e abrindo-se-me uma porta no Senhor.

9- Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem judeus, e não são, mas mentem: eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo. 

O Senhor fala que mostrará a verdade para os que se dizem judeus, mas não são. Estes que nunca ajudaram a igreja de Filadélfia, mas sempre a acusaram e a perseguiram. Ela sofreu muito com os falsos obreiros que faziam parte de um grupo chamado de sinagoga de satanás. No entanto, o Senhor defende a igreja em Filadélfia. 

Apocalipse 2:9: Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), e a blasfêmia dos que se dizem judeus, e não o são, mas são a sinagoga de Satanás.

Este alento do Senhor não se restringe apenas à igreja em Filadélfia, mas sim, a todos que sofreram perseguições por amor de Cristo. Todos irão ver a declaração de amor de Jesus à sua igreja amada.

Isaías 43:4: Visto que foste precioso aos meus olhos, também foste honrado, e eu te amei, assim dei os homens por ti, e os povos pela tua vida.

Isaías 49:23: E os reis serão os teus aios, e as suas rainhas as tuas amas; diante de ti se inclinarão com o rosto em terra, e lamberão o pó dos teus pés; e saberás que eu sou o Senhor, que os que confiam em mim não serão confundidos.

Isaías 60:14: Também virão a ti, inclinando-se, os filhos dos que te oprimiram; e prostrar-se-ão às plantas dos teus pés todos os que te desprezaram; e chamar-te-ão a cidade do Senhor, a Sião do Santo de Israel.

10- Como guardaste a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo, para tentar os que habitam na terra. 

O livramento da hora da tentação que Jesus promete conceder a igreja em Filadélfia é o mesmo que promete a todos os seus santos e fiéis. Ele nos livrará da ira futura que cairá sobre os maus:

1 Tessalonicenses 1:10: E esperar dos céus o seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura. 

2 Pedro 2:9: Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados. 

Isaías 24:17: O temor, e a cova, e o laço vêm sobre ti, ó morador da terra.

11- Eis que venho sem demora; guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. 

Pode ser que não esteja fácil continuar nesta jornada, muito por causa de tantas tribulações, mas o Senhor alerta que devemos guardar o que temos, porque Ele não tarda. A coroa falada neste versículo representa o prêmio máximo que receberemos pela vitória. A coroa representa uma referência aos atletas daquela época que participavam de competições esportivas e recebiam coroa quando eram vencedores. Portanto, sejamos vencedores em obras e santidade, para podermos receber a melhor das coroas, pois próxima está a vinda de Jesus. 

Filipenses 4:5: Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. 

Apocalipse 1:3: Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo. 

Apocalipse 2:10: Nada temas das coisas que hás de padecer. Eis que o diabo lançará alguns de vós na prisão, para que sejais tentados; e tereis uma tribulação de dez dias. Sê fiel até à morte, e dar-te-ei a coroa da vida. 

Precisamos acreditar que o retorno de Jesus para arrebatar sua igreja, não demorará. Contudo, esse livramento para a salvação será para os escolhidos, os fiéis que perseveraram até o fim. 

Mateus 24:13: Mas aquele que perseverar até ao fim, esse será salvo.

12- A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.
 

Essa promessa que o Senhor faz aos que vencerem, não se encontra apenas em Apocalipse. Existem várias referências sobre os fiéis serem coluna do templo.

Gálatas 2:9: E conhecendo Tiago, Cefas e João, que eram considerados como as colunas, a graça que me havia sido dada, deram-nos as destras, em comunhão comigo e com Barnabé, para que nós fôssemos aos gentios, e eles à circuncisão.

Quando formos arrebatados, receberemos um novo nome, dado pelo Senhor. Também ficaremos na morada na nova Jerusalém que o nosso Deus preparou para cada um dos seus verdadeiros filhos.

Isaías 56:5: Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará. 

Isaías 62:2: E os gentios verão a tua justiça, e todos os reis a tua glória; e chamar-te-ão por um nome novo, que a boca do Senhor designará.

Apocalipse 2:17: Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe. 

Gálatas 4:26: Mas a Jerusalém que é de cima é livre; a qual é mãe de todos nós. 

Hebreus 12:22: Mas chegastes ao monte Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de anjos.

13- Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. 

Este último versículo nos faz um alerta a não deixarmos de ouvir e nem esquecermos dessas promessas. Então devemos perseverar até o fim, pois a vitória é certa.

CONCLUSÃO

Os crentes da igreja em Filadélfia são exemplos para seguirmos. Além do amor, Filadélfia era abundante em obras e virtudes:

AMAR É A MAIOR DAS OBRAS. Ela se preocupava muito com a evangelização.

FORÇA NA FRAQUEZA. Ela, pela fé, tirava forças na fraqueza. Não importa se a igreja é pequena, faça grandes coisas para Deus. Se for pobre, enriqueça os miseráveis com o evangelho.

AMOROSA PERSEVERANÇA: Em meio as perseguições, Filadélfia jamais negou o nome de Jesus. Diferentemente da igreja de Laodiceia, que vivia para o agora, Filadélfia encarava a iminência da volta de Jesus. Então temos que agir pois Jesus nos alerta: “Eis que venho sem demora”.

Jesus promete a Filadélfia que a livrará da hora da tentação, pois esta guardou a sua palavra. Temos que nos preparar para a volta de Jesus, que não tarda mais. A igreja em Filadélfia já tinha recebido a aprovação do Senhor, porém tinha que vigiar para que ninguém lhe furtasse seu galardão.

E o seu galardão, como está? Não permita que o diabo lhe roube nesse tempo, os bens que o Senhor preparou na eternidade.

Espero que esse estudo sobre a carta à igreja em Filadélfia tenha sido de grande valia para sua vida ministerial. Que Deus o abençoe!

Para mais estudos como este da carta à igreja em Filadélfia, acesse a home do nosso site, aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *