estudo bíblico sobre o natal

ESTUDO BÍBLICO SOBRE O NATAL

Compartilhe este estudo bíblico

O QUE VEREMOS NO ESTUDO BÍBLICO SOBRE O NATAL

 

No estudo bíblico sobre o Natal examinaremos alguns detalhes que mostram o verdadeiro significado desta data comemorativa. Observaremos os detalhes relacionados ao nascimento de nosso Senhor Jesus, assim como as características das pessoas que foram testemunhas oculares do nascimento do salvador. Vamos começar fazendo a leitura do seguinte texto:

 

TEXTO: MATEUS 1: 21-23

 

21-E dará à luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
22-Tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor, pelo profeta, que diz;
23-Eis que a virgem conceberá, e dará à luz um filho, E chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, Que traduzido é: Deus conosco.

 

Como sabemos, uma das datas mais esperadas pela humanidade é o Natal. Muita gente espera esse dia, sobretudo por causa do encontro com familiares e amigos em uma tradição de trocas de presentes. Infelizmente, nesta época muitas pessoas nem sequer lembram do verdadeiro propósito do Natal, que está na simbologia do nascimento de Jesus. Contrariamente ao real motivo, o que prevalece são as motivações meramente comerciais.

É bem verdade que a data do dia 25 de dezembro é apenas um dia que se escolheu para a comemoração do Natal, isto é, do dia em que o Cristo veio ao mundo. Mesmo sendo uma data simbólica é importante lembrarmos do valor que ela representa. O problema é que essa importância está sendo, cada vez mais, deixada de lado, ou seja, as pessoas estão desvirtuando o verdadeiro motivo de se comemorar o Natal.

Quando analisamos a mídia propagando um Natal bem diferente do que realmente deveria ser, temos a certeza de que o seu significado está sendo esquecido. Basta ver o quanto se fala em Jesus em comparação ao Papai Noel. E satanás está por traz disso, tentando enganar as pessoas de todas as formas, para que a simbologia natalina seja esquecida.

2 João 1:7: Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo.

É importante destacar que o nascimento do Messias foi profetizado a muitos anos atrás. 

Isaías 9:6: Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.

Lamentavelmente, as pessoas que deveriam estar preparadas para receber o Rei, assim não o fizeram. 

João 1:10,11: Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu. Veio para o que era seu, e os seus não o receberam.

O verdadeiro significado do Natal está no nascimento de Cristo Jesus, que diferentemente do que se esperava, não nasceu em berço de ouro, mas em meio a uma manjedoura, da forma mais singela possível.

Hoje até quem não apresenta tantas condições financeiras consegue ter seus filhos em uma cama ou um leito de hospital. Muitos até preparam festas e enxovais pomposos para o nascimento dos seus filhos.

Mesmo não tendo um nascimento em um lugar glamoroso, Jesus recebeu visitas muito especiais e cada um dos que se faziam presentes naquele simples lugar, demonstravam alegria e satisfação por terem contemplado o nascimento do Salvador da humanidade. Vamos destacar algumas dessas visitas:

 

PASTORES

 

Esses pastores eram pessoas simples do campo. Trabalhadores que não ostentavam riquezas nem mordomias. Mas, esses simples camponeses foram convidados pelos próprios anjos.

Isso se torna mais interessante quando lembramos que naquela época os pastores de ovelhas não eram muito bem-vistos por sua profissão, principalmente por causa de seu cheiro marcante, que para muitos era imundo.

Talvez muitos desses não tiveram tantas oportunidades para adorarem a Deus nos locais de orações ou nos templos, exatamente por causa dessa discriminação. No entanto, foram esses simples homens os escolhidos para serem testemunhas do nascimento do Messias.

Tiago 4:6: Antes, ele dá maior graça. Portanto diz: Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes.

 

OS REIS MAGOS

 

Não foram só pessoas simples que tiveram a oportunidade de contemplar o nascimento do filho de Deus. Grandes homens estudiosos da área de astronomia, que estavam buscando uma estrela diferente de todas as outras, também chegaram à manjedoura. Eles eram pessoas temente a Deus e por isso associaram essa estrela extraordinária ao nascimento daquele da qual falavam os profetas messiânicos.

Chama muito a atenção o esforço que fizeram para chegarem a Belém. Eles acreditavam piamente nas sagradas escrituras e conseguiram discernir que a estrela era um sinal do nascimento de Jesus.

Assim como os que estavam lá, os magos também ficaram alegres por se acharem no lugar onde nasceu o menino Jesus. A gratidão deles era tão grande que presentearam e providenciaram tudo de melhor para Maria, José e Jesus, que estavam naquele momento apenas no aguardo da providência divina.

Mesmo quando parece que estamos no fim do poço, Deus manda providências, pois ele nunca desampara os seus.

Isaías 41:17: Os aflitos e necessitados buscam águas, e não há, e a sua língua se seca de sede; eu o Senhor os ouvirei, eu, o Deus de Israel não os desampararei.

ANA E SIMEÃO

 

Não mais falando do local do nascimento de Jesus, mas de duas pessoas que também merecem destaque, podemos citar Ana e Simeão. Quando Jesus, levado por seus pais, foi ao templo para ser circuncidado, em acordo com as leis de Moisés, isto é, no oitavo dia depois de nascido, encontrou-se com ambos.

Eles eram pessoas muito tementes a Deus e obedeciam a suas escrituras. Simeão tinha tanta certeza de que iria ver o messias antes de morrer, que Deus lhe deu esse privilégio.  Ana era uma mulher diferenciada em sua fé. Ela já havia profetizado para todos que o rei dos judeus iria nascer. Eles eram pessoas de muita fé.

2 Coríntios 5:7: Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos. 

Hebreus 11:1: Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. 

Tito 1:2: fé e conhecimento que se fundamentam na esperança da vida eterna, a qual o Deus que não mente prometeu antes dos tempos eternos.

 

OS SIGNIFICADOS DO NATAL 

 

NASCIMENTO

Ao término deste estudo bíblico sobre o Natal precisamos compreender que este está associado ao nascimento, que pode ser o nosso novo nascimento. É importante compreendermos que é necessário nascermos de novo para podermos ver o reino de Deus. E esse novo nascimento vem do próprio Senhor.

João 3:3: Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

Efésios 2:1: E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados.

 

AMOR

Sem amor não existe Natal. O nosso Deus deu seu filho unigênito por amor de nós.

João 3:16: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

O amor é um sentimento muito importantes e que deve estar nos corações das pessoas, especialmente das que se dizem cristãs e seguidoras de cristo. O apóstolo Paulo testificava sobre a importância do amor para as nossas vidas.

1 Coríntios 13:1,2: Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

 

COMPAIXÃO

O sentimento de compaixão deve, não só, estar presente no período de Natal, como também em todos os dias de nossas vidas. Isso porque o sentimento de bondade e compaixão é de Deus e nos alcança.

Salmos 145:9: O Senhor é bom para todos; a sua compaixão alcança todas as suas criaturas.

Em sua passagem aqui na terra o Senhor Jesus demonstrava constantemente sua compaixão para com os necessitados.

Mateus 14:14: Quando Jesus saiu do barco e viu tão grande multidão, teve compaixão deles e curou os seus doentes.

Sendo assim, é dever nosso enquanto servos de Deus, sermos revestidos desse tão maravilhoso sentimento, o de compaixão.

Colossenses 3:12: Portanto, como povo escolhido de Deus, santo e amado, revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência.

 

ALEGRIA

Costumamos sempre dizer que na presença do senhor a fartura de alegria. Portanto, amados irmãos, compreendamos que o Natal também representa essa alegria, pois estamos na presença de Deus.

Salmos 16:11: Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há fartura de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.

O anjo disse aos pastores que eles não deveriam temer, pois estavam sendo convidados a contemplar o maior acontecimento já visto na terra, o nascimento do Salvador da humanidade. Por isso, eles deveriam se alegrar, o Natal em Cristo é alegria para todo o povo.

Lucas 2:10: E o anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo.

 

LIBERDADE

Contrariando o que muitos alegam, os crentes são livres, pois não mais estão amarrados aos vícios do mundo. O Natal, portanto, reforça ainda mais esse sentimento de liberdade entre os crentes.

João 8:36: Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Devemos compreender que sem Jesus somos, sim, escravos do pecado, cheios de fardos e maldades. Mas, Cristo nos livra e nos liberta de tudo isso.

Salmos 34:19: Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas.

Mateus 11:28: Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

João 8:32: E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

 

CONCLUSÃO

Neste estudo bíblico sobre o Natal podemos compreender o real sentido por traz desta data comemorativa. Embora Satanás não descanse e tente deturpar o pleno significado, que está associado ao nascimento do salvador, Deus não permitirá que isso aconteça. Portanto, amados irmãos, que o verdadeiro espírito do Natal possa estar vivo em cada um de nós, não só no final do ano, quando se comemora esta data, mas em todos os dias de nossas vidas.

Espero que este estudo bíblico sobre o Natal tenha sido de grande valia para sua vida espiritual. Que Deus te abençoe.

Para mais esboços como este do estudo bíblico sobre o Natal acesse a home de nosso site, aqui.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *