Estudo sobre a arca de noé

Estudo sobre a arca de Noé

Compartilhe este estudo bíblico

O QUE EXAMINAREMOS NO ESTUDO SOBRE NOÉ

Como é de conhecimento de muitas pessoas, Noé foi um homem escolhido por Deus para construir uma arca, que futuramente ficaria conhecida como a “arca de Noé”. Mas, será que realmente conhecemos essa história e os motivos que levaram Deus a inundar toda a terra? Os propósitos de Deus para com a humanidade pós dilúvio?  Por que Deus escolheu Noé? Essas e outras questões relacionadas a uma tão grande missão atribuída a Noé serão tratadas neste estudo. Vamos começar, então, pela leitura do seguinte texto:

Gênesis 6:5-9:

5-E viu o Senhor que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente.
6-Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem sobre a terra e pesou-lhe em seu coração.
7-E disse o Senhor: Destruirei o homem que criei de sobre a face da terra, desde o homem até ao animal, até ao réptil, e até à ave dos céus; porque me arrependo de os haver feito.
8-Noé, porém, achou graça aos olhos do Senhor.
9-Estas são as gerações de Noé. Noé era homem justo e perfeito em suas gerações; Noé andava com Deus.

QUEM FOI NOÉ?

A história de Noé é contada no Livro do Gênesis. Observamos alguns detalhes acerca de sua geração. Noé, cujo significado é “consolador,” foi o primeiro filho de Lamec. Este era filho de Matusalém descendente de Sete, filho de Adão e Eva. Noé pertencia a nona geração depois de Adão. Quando Noé completou quinhentos anos gerou Sem, Cam e Jafé.

Noé viveu em tempos muito difíceis, quando a corrupção do ser humano era muito latente. As pessoas da sua época eram tão maldosas que Deus chegou a dizer que havia se arrependido de ter criado a humanidade. Contudo, dentre tantos perversos Deus achou graça em Noé que era justo, bondoso e correto.

A própria palavra de Deus aponta Noé como homem “justo e íntegro”. São dois adjetivos que, se analisarmos com profundidade, estão diretamente relacionados aos dois mandamentos que Jesus considera como sendo os mais importantes:

Mateus 22:36-39: Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

Neste aspecto, Noé era justo porque tratava bem as pessoas, não praticava maldade para com eles, ou seja, tinha uma boa relação com o próximo. Também era íntegro, isto é, não se deixava corromper com a maldade que imperava em sua época. Assim, Noé era íntegro porque amava a Deus.

Com seu exemplo de integridade e justiça Noé pregava para as pessoas que o conheciam. Essa pregação não necessariamente deveria ser por meio de discurso, mas sua vida já dizia tudo por si só. Pedro dizia que Noé era o pregador da justiça.

2 Pedro 2:5: E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, a oitava pessoa, o pregoeiro da justiça, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios;

NOS DIAS DE NOÉ

Quando estudamos sobre escatologia nos deparamos com um versículo bastante representativo, no que diz respeito aos dias de Noé:

Mateus 24:38: Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam-se e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca.

Esses dias anteriores ao dilúvio nos dizem muito sobre o porquê de Deus ter destruído os contemporâneos de Noé. Essas pessoas já haviam se esquecido de Deus, só pensavam em satisfazer seus prazeres pessoais, mesmo que para tanto tivessem que destruir a vida de outras pessoas.

Essas pessoas não mais seguiam as leis divinas, nem sequer as de moral e ética de sua época. Se interessavam apenas em se banquetear e praticar orgias.

Até o próprio Noé foi alvo de chacotas, porque iria construir uma grande arca em meio as suas loucuras de velho.

Essas pessoas viviam práticas tão abomináveis aos olhos do Senhor que observamos, por meio do registro que está no verso 6 do capítulo 6 de Gênesis, o próprio expressar sua indignação pela humanidade: “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isto lhe pesou no coração”.

Essa expressão de Deus faz nos lembrar do está registrado em Números 23:19, que diz: “Deus não é homem, para que minta, nem filho do homem, para que se arrependa…”

Isso não seria uma contradição bíblica?

Na realidade o que vemos não é uma contradição, mas uma expressão sentimental de Deus para com a humanidade.  O termo arrependimento é demonstrado de formas diferentes na bíblia, quando se trata de arrependimento do homem e arrependimento de Deus.

Existe o “arrependimento Shubh”, que significa voltar atrás, retornar ao caminho correto e o “arrependimento Naham”, que se refere a tristeza, pesar. Sendo assim, o arrependimento de Deus em Gêneses, se remete ao pesar a tristeza em ver sua criação trilhando caminhos tortuosos, e por isso tendo que ser destruída.

Se acrescentarmos essa compreensão ao que está escrito em Gênesis 1:31, quando Deus diz que o que foi criado era bom, compreendemos melhor. Então o que era bom se tornou mal, por isso Deus, com muito pesar teve que destruir.

Essa maldade do homem, registrada em Gênesis 6:5, tem relação com o que Paulo escreveu aos Romanos, quando disse que não habita bem algum em nossa carne.

Romanos 7:18: Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; e com efeito o querer está em mim, mas não consigo realizar o bem.

A CHAMADA DE NOÉ

Como Deus viu que na humanidade imperava a maldade, resolveu destruí-la, não por completo, pois ainda havia alguém que preservava sua essência no coração.

Deus, em diálogo com Noé, disse que iria dar cabo de toda carne na terra, por causa da maldade que estava sobre todos. Mas, o pouparia juntamente com sua família, pois Deus via nele justiça.

O Senhor mandou que Noé construísse uma arca para que ele pudesse salvar sua esposa, seus três filhos e noras, além de um casal de cada espécie de animal. No livro de Hebreus temos esse registro do aviso de Deus a Noé:

Hb 11.7: Pela fé, Noé, divinamente avisado das coisas que ainda não se viam, temeu, e, para salvação da sua família, preparou a arca, pela qual condenou o mundo, e foi feito herdeiro da justiça que é segundo a fé.

É importante destacar que de pronto Noé atendeu ao Senhor sem questionar. Não teve dúvida alguma quanto o que deveria fazer e cuidou em construir a arca.

Se observarmos isso com cuidado perceberemos que é uma questão de obediência a chamada de Deus. Nem sempre é uma missão fácil, mas sempre será recompensadora.

Temos que compreender que embora seja uma missão árdua, a chamada de Deus é que nos conduz a salvação. Os que não aceitarem essa missão terão consequências quando Cristo vier buscar os seus.

Nesse acontecimento, Jesus separará a humanidade em dois grupos: os que ficarão em sua destra, herdarão o reino e os que estiverem do outro lado, marcharão para a condenação eterna.

Mateus 25:34: Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

Mateus 25:41: Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos;

A PREGAÇÃO DE NOÉ

Como já ressaltamos aqui, nem sempre a pregação precisa ocorrer por meio de um discurso. As vezes o que nós fazemos o que vivemos diz muito mais do que palavras muito eloquentes. No caso de Noé, não temos certeza sobre seus discursos e pregações. Mas, sobre sua integridade e justiça temos convicção de que eram verdadeiras.

Se formos medir sua efetividade de pregação com o número de convertidos consideraríamos Noé como um péssimo pregador, pois não conseguiu convencer ninguém além dos membros de sua família.

Contudo, essa é uma perspectiva interessante de ser analisada, uma vez que sabemos que muitos ouvirão as pregações, porém poucos herdarão o reino de Deus. Nos enganaremos com muitos, que são apenas chamados e não escolhidos.

Mateus 22:14: Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

Mateus 7:22: Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas?

A família de Noé fez parte dos poucos que aceitaram sua pregação, por isso foram salvos. Mas, você poderia pensar: os integrantes da casa de Noé não tinham escolha, pois ele era o patriarca.

Convenhamos, será que alguém aceitaria ser chacoteado, zombado durante muitos anos, por seguir uma ideia de construção de uma arca gigantesca que serviria de proteção contra um dilúvio, sabendo que até então nunca tinha chovido na terra?  Acho que só se realmente acreditasse na mensagem do pregador.

Essa situação é parecida com a que vivemos hoje, quando ateus nos perguntam se não é inútil esperar por alguém que vai descer do céu para salvar uma igreja escolhida. Eles dizem: Faz mais de 2000 anos que vocês esperam. Assim como essa família acreditou na pregação de Noé devemos acreditar na mensagem de que um dia Jesus voltará.

A CONSTRUÇÃO DA ARCA E O DILÚVIO

A arca tinha comprimento de 300 côvados (aproximadamente 135m), 50 côvados de largura (cerca de 20 metros) e 30 côvados de altura (quase 15 m).

Deus anunciou para Noé que cairia um dilúvio sobre a terra, isto é, choveria durante quarenta dias e quarenta notes ininterruptamente.

Depois de construída a arca, todos, incluindo um casal de cada espécie de animal, entraram e Deus selou suas portas. As fendas de todo abismo da terra e as comportas do céu se abriram.

A inundação foi tão gigantesca que todos os picos da terra foram submersos. A bíblia fala que as águas prevaleceram por cerca de 15 côvados (8m) os picos mais altos da terra.

Todos os seres com fôlego que não estavam na arca perderam suas vidas. As águas ainda prevaleceram por 150 dias sobre a terra. Depois disso, Deus manda um vento e fecha as comportas do céu e do grande abismo para as águas parem.

Noé abre a janela da arca e solta um corvo, para observar como está a situação da terra. O corvo voou, mas retornou a arca, porque não encontrava lugar para pousar, pois a terra ainda estava toda inundada.

Depois, Noé soltou uma pomba, que assim como o corvo, não encontrava local para pousar.  Sete dias depois, fez o mesmo com a pomba, mas dessa vez trouxe um galho de oliveira no bico. Mais sete dias se passaram e Noé realizou o mesmo procedimento de soltura da pomba. Desta vez ela não mais retornou, demonstrando que as águas sessavam.

Noé e sua família passaram cerca de 370 dias na arca. Ela repousou no monte Ararati, onde hoje fica a Armênia.

Noé fez um altar e realizou um sacrifício ao Senhor, usando animais puros.

CARACTERÍSTICAS DE NOÉ

Homem Justo

Noé vivia sempre de acordo com a vontade de Deus. Quem faz a vontade de Deus tem parte com Ele.

Lucas 8:21: Mas, respondendo ele, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam.

Não tinha parte com este mundo

Embora estivesse rodeado de maldade, Noé não sucumbiu às maldades dos homens de sua época. Ele não se conformava com às práticas de seu tempo.

Romanos 12:2: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Amigo de Deus

Noé era amigo de Deus e andava com Ele. Será que nós o temos como amigo e andamos sempre com Ele. Devemos saber que se não temos amizade com Deus é porque a temos com o mundo e isso não é bom para os que se dizem crentes.

Tiago 4:4: Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus.

Era obediente a Deus

Noé guardou o que Deus falou, por isso construiu a arca. Ele era obediente ao pai. Temos que analisar se estamos sendo realmente obedientes e guardando seus mandamentos.

João 14:15: Se me amais, guardai os meus mandamentos.

1 João 5:3: Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados.

Noé era cheio de fé

Teria que ter muita fé para construir uma arca por muito anos e aguardar um dilúvio que inundaria a terra. Que tenhamos essa fé para aguardar a volta do Messias.

Romanos 10:17: De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.


Hebreus 10:38: Mas o justo viverá pela fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Hebreus 11:1: Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.

Hebreus 11:6: Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

SIMBOLOGIA DE NOÉ

A história de Noé nos remete bastante a escatologia, quando falamos do fim dos tempos e da volta de Jesus. Assim como a arca salvou Noé e sua família e condenou os homens maldosos daquela época, o mesmo ocorrerá quando Jesus vier buscar os seus e condenar todos os que não deram ouvidos a mensagem de salvação. Jesus é a nossa arca.

At 4.12: E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Não esqueçamos de que o dia dessa vinda está perto. E neste dia não vale o que temos, mas o que somos diante de Deus.

Sofonias 1.14: O grande dia do SENHOR está perto, está perto, e se apressa muito a voz do dia do SENHOR; amargamente clamará ali o homem poderoso.


CONCLUSÃO

Neste estudo sobre a arca de Noé examinamos os detalhes que conduziram Noé e sua família para a arca da salvação. Que as características deste grande homem possam servir de exemplo para cada um de nós que almejamos um dia morar no céu.

A arca foi uma providência de Deus, para uma família que vivia em uma sociedade de maldade, a vinda de Jesus será da mesma forma, um resgate de um mundo que jaz no maligno, que apresenta dores, amargura, tristeza e pecados. Que possamos fazer parte daqueles que perseveraram até o fim e acreditaram na mensagem salvífica.

 

Espero que este estudo sobre a arca de Noé tenha sido de grande valia para sua vida espiritual. Para mais estudos como esse acesse a home do nosso site, aqui.

Que Deus te abençoe!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *